AMUSA – Associação do Museu das Águas de Porto Alegre RS Brasil.

AMUSA – Associação do Museu das Águas de Porto Alegre RS Brasil.

* foi criada hoje dia 23 de Agosto de 2013, em sua Sede Provisória, METROPLAN RS a Associação do museu das águas de porto alegre, também foi eleita a 1ª Diretoria que gerenciará a entidade por dois anos.

PRESIDENTE; Zoravia Bettiol, VICE PRESIDENTE; Gabriel Alves, TESOUREIRO; Leonel Braz, SECRETÁRIA; Maria Eliete Cardoso, CONSELHO FISCAL; Eduíno de Mattos, Vanessa Melgare, Angela m.s.Tavares.   

Entidades Apoiadoras:
Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Prefeitura de Porto Alegre, Associação Francisco Lisboa, Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, Associação Internacional de Lions Clube, Associação Riograndense Imprensa, Companhia Riograndense de Saneamento, Departamento Municipal de Águas e Esgoto, Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional, ONG Solidariedade, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Instituto dos Arquitetos do Brasil, Secretaria Estadual da Cultura e Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

VEJA TAMBÉM MATÉRIAS ANEXAS:

http://issuu.com/poaresiste/docs/proposta_museu_da_agua_poa?mode=embed&layout=http%3A%2F%2Fskin.issuu.com%2Fv%2Flight%2Flayout.xml&showFlipBtn=true

Entidades vão criar o Museu das Águas de Porto Alegre

22/03/2012 

Foto: Luciano Lanes / PMPA
Assinatura do Protocolo de Intenções Pró Museu das Águas de Porto AlegreAssinatura do Protocolo de Intenções Pró Museu das Águas de Porto Alegre

No Dia Mundial da Água, 22 de março, diversas entidades lideradas pela Prefeitura de Porto Alegre e pelo governo do Estado assinaram um protocolo de intenções que formaliza o apoio à criação do Museu das Águas de Porto Alegre (Musa). O prefeito José Fortunati e o diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Flávio Presser, participaram da cerimônia no barco Cisne Branco.

O Musa deve ser construído às margens do lago Guaíba, e suas atividades se desenvolverão em torno de três eixos: histórico (como museu de memória das atividades que giram em torno da água), educativo (como instrumento de conscientização sobre a gestão dos recursos hídricos) e artístico (como espaço de criação e exposição de manifestações artísticas tendo a  água como tema, material ou suporte).

Idealizadores do projeto e representantes da Comissão Pró-Museu das Águas de POA, Zoravia Bettiol e Luis Antônio Timm Grassi destacaram que o museu será um ícone na orla do Guaíba e um centro de referência local, estadual e  nacional da gestão das águas.

Histórias – O prefeito José Fortunati disse que a partir de agora será realizado o estudo do local adequado para abrigar toda história das águas. Destacou o Programa Integrado Sócio-ambiental, que irá, a partir de 2013, devolver a balneabilidade ao Lago Guaíba. “Tenho o orgulho de dizer que a nossa cidade tem a preocupação de conservar e também de resgatar a qualidade da água de Porto Alegre. Com boa vontade a gente pode mudar a tônica geral da contaminação da água”, afirmou.

O prefeito prometeu, ainda, colocar representantes da comissão Pró-Museu das Águas em contato com o escritório do arquiteto Jaime Lerner, responsável pela revitalização da Orla do Guaíba para ver a possibilidade de instalar o museu próximo ao Lago.

Integram a Comissão Pró-Museu das Águas as seguintes instituições: Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Governo do Estado, Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano (Metroplan), secretarias estaduais da Cultura, do Meio Ambiente, de Obras, de Irrigação e Desenvolvimento Urbano e de Habitação e Saneamento, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-RS), Associação Rio-grandense de Imprensa (ARI), Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), Associação Rio-grandense de Artes Plásticas Francisco Lisboa, Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e Lions Club (Distrito LD-3).

Musa protocolo 02 Dezembro 2012

* Grupo participante do Passeio pelo rio Guaíba no Barco Cisne Branco, onde aconteceu A ASSINATURA DO PROTOCOLO PARA A CRIAÇÃO DO MUSEU DAS ÁGUAS DE PORTO ALEGRE, Foto: Eduíno de Mattos 02 de Dezembro de 2012.

2 DE DEZEMBRO DE 2012

PORTO ALEGRE(RS) PROPÕE À ANA A CRIAÇÃO DO MUSEU DAS ÁGUAS

Musa_DSC02690 (Small)

Foto: Eduíno de Mattos 02/12/2012.

Comissão Pró Museu das Águas de Porto Alegre apresenta proposta à ANA

A Comissão Pró-Museu das Águas MUSA, teve a oportunidade de apresentar ao diretor-presidente da ANA,  Vicente Andreu, a proposta de criação do Museu das Águas de Porto Alegre, enfatizando sua missão, seus objetivos e os 3 eixos que pretende contemplar: cultural, educativo e histórico. A reunião aconteceu em 18 de dezembro, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre, após a reunião-almoço na qual Vicente Andreu foi palestrante.
Foi destacado que o futuro Museu traz um diferencial em sua concepção, sendo visto como um Instrumento de Gestão de Recursos Hídricos. O Presidente da ANA e o Assessor da Área de Gestão da ANA, Luiz Corrêa Noronha, apontaram várias alternativas para que a proposta se torne uma realidade.
Ao final do encontro a Comissão formalizou o pedido de apoio técnico-financeiro da ANA para os próximos passos necessários a consolidação da concepção geral do Museu, que incluem estudos específicos quanto às perspectivas museológica, física, institucional e gerencial e econômico-financeira.

Assessoria de Comunicação / Abes-RS.

 

06 julho 2010

Jean-Michel Cousteau conhece a proposta “Museu das Águas de Porto Alegre”

“Proteger a água é proteger a si mesmo.” Jean-Michel Costeau

O oceanógrafo, ambientalista, produtor cinematográfico e educador Jean-Michel Cousteau, filho mais velho do lendário Jacques Cousteau, foi o palestrante do Fronteiras do Pensamento nesta segunda-feira no Salão de Atos da UFRGS.

Jean-Michel é considerado um dos principais ativistas ambientais da atualidade, dando especial atenção à questão da água.

Antes da palestra, às 18h, ocorreu um encontro de Jean-Michel Cousteau com integrantes dos Grupos de Trabalho do Museu das Águas, tanto da UFRGS como do Comitê Multidisciplinar de Planejamento da Orla, no Salão Nobre da Reitoria. Na ocasião foi apresentada a proposta de criação do Museu que obteve imediato apoio do ambientalista francês. Jean-Michel destacou a importância de preservar a qualidade da água para o futuro ambiental do planeta e da humanidade. Para isso é cada vez mais necessário informar e educar, como é o objetivo do Museu.

Quase ao final do encontro ele lembrou uma frase de seu pai, Jacques-Yves Cousteau, que certa feita lhe disse: “as pessoas protegem aquilo que amam”. Disse também que “proteger a água é proteger a si mesmo”, frases que escreveu no Livro de Ouro da UFRGS.

fonte: Poavive.wordpress.com

DSC_1211 - 1 DSC_1215 - 2 DSC_1210 - 3DSC_1217 4

fotos: Eduíno de Mattos 23 de Agosto 2013, Reunião da comissão pró-museu das Águas, Fundação da AMUSA.

Eduíno de Mattos 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: