CIA. FÁBRICA DE PAPEL PAPELÃO “PEDRAS BRANCAS” – Histórico: Papel/Celulose no Rio Grande do Sul, Município de Guaíba-Bom Retiro.

PEDRAS BRANCAS

Município de Guaíba RS (Distrito: Bom Retiro)

# Matéria Prima Utilizada na Fabricação do Papel/Papelão, “BAMBU” (espécie de taquara exótica) Área de plantio, no Vale Próximo da localização da Fábrica, onde ainda existe Resquícios, focos da planta no local, (fotos) e Também O POÇO ARTESIANO que Supria Toda a comunidade, Fábrica e Entôrno, Moradores/Funcionários, (Hoje Ainda em Funcionamento) para abastecer os moradores do VILAREJO DE BOM RETIRO.  

HISTÓRICO: (relato dos moradores e EX. Funcionários da Extinta Fábrica)

* a fábrica foi fundada na DÉCADA DE 40 pelo PAI DO EMPRESÁRIO ERMÍRIO DE MORAIS, e Foi desativada entre 1964/1965, a partir da FUNDAÇÃO DA FÁBRICA NO MUNICÍPIO  DE PASSO FUNDO RS, (um Ex. funcionário Explica que no Início Funcionava as duas fábrica, e que a de Bom Retiro tinha iniciado a FABRICAR CELULOSE DE EUCALIPTO, porém não possuíam os processos de BRANQUIAMENTO, desta feita A CELULOSE era transportada até a outra fábrica (em passo fundo) para realizar o processo, e que desta fórma encarecia o preço final tornando Inviável a produção, a partir de então A Fábrica foi Total-mente desativada, todo o corpo de Funcionários foi Demitido, alguns remanejados, …

– de acordo com relatos dos ex. funcionários esta  FOI A PRIMEIRA FÁBRICA DE PAPEL do Rio Grande do Sul.

OBS. durante os relatos dos moradores existe SAUDOSÍSMO DOS TEMPOS ÁUREOS onde tinham empregos, relativas condições de sobrevivência no Vilarejo, Vários destes Jogavam nos Times de Futebol das Fábricas da Região, e TAMBÉM REVOLTA pois de Acôrdo com eles contribuiram para a construção da fábrica e a sua efetivação,…de repente a DIREÇÃO DA EMPRÊSA eliminou todo o processo local se retiraram para o municipio de Passo Fundo deixando para trás FOME/DESEMPREGO,…onde nesta localidade não existia nada além desta fábrica para a sobrevivência das familias, que “observando hoje” a situação não mudou, existe somente ALGUNS EMPRÊGOS NO PLANTIO DE SILVICULTURAS, (eucaliptos,acácia, Pinus Elliótis,…)

# REALATAM OS MORADORES QUE: ao se retirarem os responsáveis DOARAM TODO COMPLEXO PARA A PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAÍBA, a prefeitura abandonou total-mente todo o complexo que acabou com o passar dos anos transformando-se nas RUÍNAS ATUAIS, eles dizem que a própria prefeitura poderia ter continuado a PRODUZIR A PASTA e vender para as fábricas, contribuindo desta forma para a geração de emprego e subsistência das famílias, mas não HOUVE SENSIBILIDADE NEM COMPROMISSOS COM A POPULAÇÃO DESASÍTIDA, onde todas as familias do vilarejo a partir de então PASSARAM A SOBREVIVER EM QUASE MISÉRIA ABSOLUTA, pois a fábrica era o único meio de sobrevivência local.

Eduino De Mattos  

* OBS. todo o conteúdo desta matéria é informal e pode ser complementado, pois os dados aqui descritos são aproximados, e foi escrito de acôrdo com os relatos dos moradores e ex. funcionários da fábrica, o objetivo deste é somente Curiosidade/Educativo/Histórico.

ANEXO:Fotos do local/fábrica citado neste, com data de 20 de Maio de 2012.

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Posted by Bruno Hein Schaarschmidt on 12 de novembro de 2012 at 6:20 pm

    Parabéns pelas fotos. Muito bonitas as imagens. Só quero contribuir e corrigir alguns ítens: A CFPP foi fundada em 1889, por Henrique Brockmann (engenheiro alemão). Em Bom Retiro 5° distrito de Pedras Brancas (Guaíba).Foi comprada pelo grupo Votorantim em 1957. Por falta de recursos hídricos para aumento da produção, precárias estradas de acesso, 24 Km de Guaíba por estrada de chão batido, comunicação feita por pombos correio e etc. O grupo decidiu desativa-la e muda-la para Guaíba na “vila” Passo Fundo, ao lado do lago Guaíba. Com a entrada em operação da fábrica nova em 1965 na vila Passo Fundo, a CFPP em Bom Retiro foi totalmente desativada. Nunca foi produzida celulose em B. Retiro para ser branqueada em Guaíba. Duas máquinas de papel de B. Retiro, foram desmontadas e transformadas em uma, ao lado da máquina nova, nas instalações de Guaíba. Após isso houve o abandono por esta indústria e destruição desta fábrica histórica. Nunca ela foi doada para prefeitura de Guaíba. Em 1990 após as emancipações B. Retiro Ficou pertencendo para a cidade de Eldorado do Sul. Guaíba ficou com a fábrica e Eldorado com as Ruínas…Em 2009 a prefeitura de Eldorado do Sul fez a desapropriação dos 10ha do sítio das ruínas, e tem um projeto para fundação de um museu no local e tentar preservar aquele patrimônio histórico.
    Mais informações:

    http://www.eucalyptus.com.br/newspt_jul12.html#cinco

    http://www.ronaldofotografia.blogspot.com.br/search?updated-max=2010-12-15T12:27:00-02:00&max-results=20&start=395&by-date=false

    Responder

  2. Posted by Bruno Hein Schaarschmidt on 2 de dezembro de 2013 at 3:00 am

    Meu avô foi diretor industrial desta fabrica de 1930 a 1965. Pioneira no Brasil!
    Trabalho que fiz em conjunto com Dr. Ronaldo Bastos.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: